sexta-feira, 15 de junho de 2018

Série A amante do presidente


 Em tempos de desordem nacional a voz dos criadores debate a contemporaneidade brasileira. Não estamos tomando posição, apenas considerando o que move a ganância.
Cada artista faz sua interpretação de forma liberal, mas mantendo uma conexão, que discute o que move os sujeitos imponderados a se permitir a apropriação do que por direito constituído não é seu.
Neste trabalho, forma importam, cores importam, estética importa, discurso não importa, cada observador conclui.
A arte parasita o espaço de mostra e tira partido de seus aspectos cinquentinhas, desafiando a abordagem do tema, que vai sendo confirmado pelo trabalho de pesquisa dos criadores, resultando no mimetismo obra espaço. Surge A Amante do Presidente, Deslumbre, Anjos Caídos e Poética dos Resíduos, evidência expressiva focada na libido dos apropriadores em seu próprio gozo de acumuladores inconsequentes.
Nosso desprezo eterno!

Maysa Pettes
Ana Isméria P. Velludo
Renato Andrade
André Costa














Nenhum comentário:

Postar um comentário